FOTOGRAFIA

Miksang, a arte da fotografia contemplativa

29 dez 2020 • por Patricia Zaina • 2 Comentários

Miksang é uma palavra tibetana que expressa olhar puro ou olhar bom.  É a  arte da fotografia contemplativa na qual não precisa de conhecimentos sobre técnicas e equipamentos fotográficos. Foi um dos primeiros cursos de fotografia que estudei com o professor Yuri Bittar.

Na fotografia contemplativa primeiro sentimos a cena, sem se preocupar com a iluminação, simetrias e técnicas fotográficas. A idéia principal da fotografia Miksang é ver com o coração aberto, estar presente na cena, sem julgamentos – uma prática ligada a meditação.

Como o professor Yuri Bittar compartilha:

“é um estado mental aberto, curioso, sem julgamento, concentrado em apenas ver (…) visa trazer nossa visão para o presente, para o dia-a-dia, para o real, abrindo nossos olhos e permitindo ver o “novo” no cotidiano, ver beleza e criar arte. A proposta é trazer a arte para a vida cotidiana, e a vida cotidiana para a arte, entendendo que as boas imagens não estão no raro e no inusitado, ou no diferente, mas em tudo. Mas nossos olhos da razão (olhar conceitual) não enxergam isso. Os do coração, da percepção, dos sentidos, sim (percepção)!

(…)A fotografia contemplativa é preciso saber como foi feita. Se foi feita como uma prática contemplativa, com o uso da percepção, e não de conceitos, ela será uma Fotografia Contemplativa”

A idéia da fotografia Miksang é despertar em nós um interesse subjetivo, dessa forma,  a fotografia somente será feita quando a sentimos com o coração.

“Esqueça o olhar dos outros, esqueça o resultado que deseja alcançar, esqueça o que aconteceu antes em situações semelhantes. Simplesmente concentre-se no ato em si, na observação, na tarefa que está realizando.” – Kankyo Tannier, do livro A Mágia do Silêncio ♥

luz de outono |  junho.2019 | @patriciaczaina

vida |  junho de 2019  | @patriciaczaina

na chuva | fevereiro de 2019 | @patriciaczaina

carpas no lago | junho de 2012| @patriciaczaina

as folhas no lago | fevereiro de 2017 | @patriciaczaina

luz da tarde | junho de 2017 | @patriciaczaina

luz da tarde | junho de 2017 | @patriciaczaina

luz da tarde | junho de 2017 | @patriciaczaina

 março de 2017 | @patriciaczaina

folhas pelo caminho | novembro de 2017 | @patriciaczaina

 julho de 2016 | @patriciaczaina

vento – festival das estrelas | julho de 2017 | @patriciaczaina

em casa | junho de 2020 | @patriciaczaina

cotidiano | fevereiro de 2020 | @patriciaczaina

sábado de sol | agosto de 2019 | @patriciaczaina

caminhos | fevereiro de 2020 | @patriciaczaina

lados | fevereiro de 2020 | @patriciaczaina

vida | junho de 2019 | @patriciaczaina

junho de 2019 | @patriciaczaina

simplicidade | maio de 2019 | @patriciaczaina

raízes ou caminhos? | fevereiro de 2019 | @patriciaczaina

 

“Você desenvolve força na sua visão, assim quando você olhar para o Sol do Grande Leste você não vai ser cegado por ele. Após ter desenvolvido esse olho dármico, você será capaz de ver o Sol do Grande Leste.” – Trungpa Rinpoche ♥

 

Saiba mais sobre Fotografia Contemplativa (Miksang)

Instagram:

Sites com informações, cursos e workshops:

 

VEJA OUTROS CONTEÚDOS QUE VOCÊ PODE GOSTAR

 

Comente Aqui
 
2 Comentários
  1. Aparecia Pelinson   ///   30/12/2020 - 08H51

    Adorei saber sobre a fotografia contemplativa. E suas fotos são maravilhosas 😃😍

    • Patricia Zaina   ///   30/12/2020 - 12H06

      Obrigada <3 Cida. Ela independe do equipamento fotográfico, pode ser feita com o celular. Beijos 😍

Posts Anterior